E-commerce: saiba como montar sua loja virtual

E-commerce: saiba como montar sua loja virtual

O e-commerce é essencial para o faturamento dos lojistas. Principalmente neste período de pandemia do novo coronavírus, em que as lojas físicas devem ficar fechadas em alguns segmentos.

E-commerce: saiba como montar sua loja virtual
Pixabay

Além disso, o e-commerce pode mostrar-se a salvação para as lojas neste período de crise. Segundo a Ebit/Nielsen, que monitora o comportamento do consumidor em situações extremas, o novo coronavírus impulsionou as vendas online.

De acordo com o levantamento da empresa, produtos de giro rápido apresentaram um aumento considerável de procura. Isso significa que os consumidores estão buscando comprar por e-commerce durante a crise muito mais do que nos períodos normais da economia.

Os segmentos que mais se destacam são saúde preventiva e reativa, alimentação, produtos de limpeza e softwares. Para se ter uma ideia, antissépticos para as mãos tiveram um crescimento de 623% nas vendas.

Por sua vez, os programas para celular e computadores apresentaram um aumento de 389% durante a crise da Covid-19. Isso mostra que as pessoas continuam comprando, mas migraram para o e-commerce.

Dicas de plataformas para e-commerce

Além disso, para montar uma boa loja virtual para o seu e-commerce, você deve começar escolhendo uma boa plataforma. Assim, a escolha deve ser baseada nas suas necessidades e no que há disponível no mercado.

Separamos para você algumas opções. Confira:

Nuvemshop

A Nuvemshop é a plataforma de e-commerce líder na América Latina. A tecnologia é a preferida pelos pequenos e médios empresários por ser fácil de usar e robusta ao mesmo tempo.

Nuvemshop - Sua marca, sua loja virtual

Ao todo, são mais de 40 opções de personalização de layouts para a sua loja. Além disso, é possível acompanhar o progresso do seu negócio por meio do Google Analytics, de forma fácil e rápida.

O gerenciamento também é simplificado, com organização de produtos e categorias de uma forma massiva. Assim, você consegue ter o controle de tudo sem precisar perder muito tempo.

Por fim, outra vantagem da Nuvemshop é que a plataforma é integrada com diversas empresas. Em envio, destacam-se os Correios, Mercado Envios, Loggi, Envio Fácil e Jadlog. Por sua vez, em pagamento, há parceria com o Mercado Pago, PagSeguro, Paypal, Wirecard, entre outros.

Wix

O Wix também é uma plataforma de e-commerce voltada para pessoas que não têm experiência com desenvolvimento de sites. Apesar de ter mais recursos avançados, usar o site também é uma tarefa simples.

Loja virtual Wix vale a pena? Conheça os prós e contras - M3

Além disso, o Wix é otimizado para dispositivos móveis. Isso significa que o seu site terá uma boa aparência no computador e nos smartphones. A funcionalidade é essencial para e-commerce.

Como opções de pagamento, o Wix permite adicionar o PayPal, cartões de crédito ou boleto bancário. Nestes casos, não há cobranças adicionais.

Magento

O Magento também é popular como plataforma de e-commerce. A principal vantagem do site é poder utilizar extensões gratuitas. Assim, você consegue mais recursos para a sua loja virtual.

Migrando para o Magento 2

A facilidade para personalizar o site também é um grande destaque da plataforma. Entretanto, com relação a pagamento, o site disponibiliza alguns plugins para a funcionalidade.

Linx Commerce

A grande vantagem do Linx Commerce é que o site não limita o acesso à sua loja nem cobra taxas por aquilo que você vende. É uma plataforma bastante popular no mercado de e-commerce, assim como as outras.

Link Commerce | LinkedIn

A plataforma também oferece diversas opções para personalizar a sua loja. Do mesmo modo, o site ainda te ajuda a otimizar as buscas e garantir que seus clientes encontrem seus produtos com mais facilidade.

Tipos de e-commerce

Além das plataformas, existem no mercado dois tipos principais de e-commerce. Um deles é o Business to Consumer (modelo B2C). Neste caso, o comércio interage diretamente com o cliente final, como ocorre no setor varejista.

Para um negócio B2C, os clientes devem ter acesso ao maior número possível de informações sobre os produtos. Isso porque o público é diversificado e as empresas trabalham com variedade de produtos e condições de pagamento.

O segundo principal tipo de e-commerce é o Business to Business (modelo B2B). Neste caso, as relações comerciais são feitas entre empresas. Em geral, esse modelo é adotado por atacadistas e produtores.

As negociações B2B são feitas por meio de contrato de fornecimento, reposição de estoque, cadeia logística e revenda de produtos. Neste caso, as compras são feitas em maior quantidade e os clientes costumam ser mais segmentados.

B2C e B2B: quais as diferenças entre eles

Como vender mais no e-commerce?

Afinal, que fatores levam a uma boa compra? Agora que você já conhece melhor a área de e-commerce, está na hora de algumas dicas para vender mais.

Confira as principais dicas de especialistas para melhorar a experiência dos seus clientes:

– Use imagens de boa qualidade;

– Capriche na descrição dos produtos;

– Disponibilize contatos para atendimento ao consumidor;

– Tenha integração com os Correios para cálculo de frete e tempo de entrega;

– Organize as informações de maneira fácil em seu site;

– Tenha relação com os clientes por meio das redes sociais.

Leave a Comment

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH